quarta-feira, 22 de junho de 2011

Existe alguma forma de não termos ódio de evangélicos?


Eles pregam o nome de Jesus, mas incitam o preconceito, a violência e exclusão. Usam passagens da Bíblia para justificar intolerância aos gays, mas propositadamente ignoram outros trechos da mesma Bíblia que condenam mulheres e até crianças que não obedecem aos pais (em alguns casos, as condenações sáo para que a mulher seja apedrejada até a morte).

Todo mundo deve ter lido do juiz de Goiânia que cancelou um casamento gay na sexta-feira. Hoje o Globo deu uma matéria enorme sobre o assunto e destacou que o tal juiz é simplesmente pastor da Assembléia de Deus....Olhem só esse trecho:

"O juiz também se colocou à disposição da bancada evangélica para palestras, para participar de marchas, e agradeceu o apoio recebido. A frente parlamentar evangélica e a federação evangélica aprovaram uma moção de louvor e aplauso à decisão de Jerônymo. (...) Ele também comentou que o Brasil corre o risco de ver o fim da monogamia se não for observado o que diz a Constituição sobre a família.(...)"

Leio logo depois que um deputado evangélico, Carlos Apolinário, quer instituir o Dia do Orgulho Heterossexual, para, segundo ele "conscientizar e estimular a população a resguardar a moral e os bons costumes".

Simplesmente não consigo mais tolerar esse rol de agressões, passei a ter ojeriza desse "povo de Deus".

Não quero evangélicos na minha casa, não quero conhecer ou ser apresentado a evangélicos, não quero estar em locais onde estão evangélicos e não quero entrar em discussão ao vivo e a cores com eles pra não me aborrecer mais do que já estou aborrecido, uma vez que eles não ouvem ninguém e juram de pés juntos q o Reino dos Céus é deles, mesmo eles sendo intolerantes, violentos e abertamente preconceituosos.

Isso sem contar o que eles fazem com as outras religiões, porque pra eles só a deles é a verdadeira, a que importa, a que merece existir.

Gostaria de saber de vcs se existe alguma forma de eu conseguir não ter mais ódio de evangélicos, uma vez que nós gays sofremos agressões diárias dessas pessoas, que em vez de respeitar um ESTADO LAICO e quem não acredita no que eles pregam, insistem que todos têm q dar ouvidos às barbaridades medievais que eles dizem.

Já que eles pregam tanto a livre expressão da fé, vou dizer algo em que eu firmemente creio: o lugar de todos esses agressivos e preconceituosos já está reservado no inferno, esse mesmo que eles dizem tanto temer.

Nos comentários dos leitores do Globo, no meio das agressões todas q vcs imaginam, selecionei um que me pareceu genial.

Disse Victor Tavares: "Existiu uma época onde a sociedade europeia seguia todos os mandamentos da bíblia, o clero detinha todo o poder. Tal época ficou conhecida como a "idade das trevas". Talvez seja um dos objetivos da assembléia de deus, nos brindar com uma nova idade das trevas em pleno século XXI. Pena que a sociedade brasileria como um todo sofre nas mãos destes retardados religiosos, não apenas quem os seguem. Regras religiosas pra quem segue a religião, não à imposição!!!"


p.s. A matéria do Globo sobre o juiz de Goiânia vc lé aqui.  

      Já a que fala do Dia do Orgulho Hétero vc lê aqui. 

12 comentários:

Cara Comum disse...

Pois é, Don Diego. Eu já disse isso uma vez: é preciso cuidado ao generalizar.

Nem todo evangélico é assim. Tenho bons amigos evangélicos que não tem esse comportamento...

Esse barulho e estrago todo quem faz, na maioria das vezes, são os dirigentes (pastores, bispos, deputados ligados às causas religiosas) e não a massa em geral. Muitas vezes o povo que apoia esse tipo de atitude são apenas outras vítimas dessa corja e nem sabem o que está acontecendo de fato.

Isto tem que ficar bem claro pra que a gente saiba quem é realmente o "inimigo".

Outra coisa: às vezes eu tenho a nítida impressão de que esta coisa toda faz parte de uma estratégia deles. Eles esperam causar o ódio da comunidade LGBT pra depois dizer que a postura deles se justifica porque s]ão vítimas do nosso ódio. Já postei sobre isso aqui.

Pode ser viagem minha, mas faz sentido...

Abraços!!

Papai Gay disse...

Bom, se você descobrir a fórmula contra esse ódio me avise.

Eduardo disse...

Olha Diego, a gente vai ficando mais velho e tenta ser conciliador, amainando as coisas. A reação dessa gente religiosa, em especial evangélicos e católicos, será mais incisiva e violenta na medida em que a sociedade vai efetivamente mudando.Tudo se fará em nome do poder e do dinheiro principalmente. É sempre assim.Não saímos da idade média sem guerras, torturas e ódios. A diferença é que agora, o judiciário, o excutivo e a mídia estão dando o tratamento e destaque correto e necessário ao assunto.Antigamente nem se falava nisso e agora as coisas estão virando procedimentos, Lei.Isso é que conta.Uma sociedade esclarecida e transparente torna tudo mais fácil. As pessoas, mesmo as evangélicas, terão coragem de assumir seus espaços na sociedade sem medos de infernos ou "pecados" e sem deixarem de ser evangélicas.Ninguém quer ser cidadão de segunda classe.Você veja, a atitude desse juiz de Goiania não convenceu ninguém, porque não se pode alegar "liberdade de expressão" a assuntos onde o poder público do qual êle está investido é que decide, interferindo diretamente numa questão civil, já que êle não está administrando a sua igreja.Acho que cada religião em suas discussões internas vão estabelecer novas regras para o assunto com o tempo também. Já até se tem notícia disso em algumas delas. Concordo com o Cara Comum, nem todos são iguais, conheço gente religiosa, iclusive da Universal que não são atrasados assim e aceitam a união civil entre GLBTs.Minha empregada que é de lá, comentou hoje que achou "legal" o casamento gay do Rio.Eu, que sou ateu, conheço ateus que são contários à união LGBT também.Quanto a passeatas de héteros pelos seus "direitos" só serão motivo de piadas e pena pela ignorância.Dessa forma, acho que não devemos entrar nessa pilha do ódio aos contrários.Isso é uma fase pesada, mas vai passar.O que realmente importa é que nasce uma nova ordem legal institucioanal e consciência na sociedade, com menos diferenças e mais aceitação.Eu mesmo pensei que não iria ver isso.

Silvia disse...

eu tenho tanta raiva dessa gente, tanta raiva. um ódio físico que me sobe de dentro, às vezes como enjôo, às vezes como dor de cabeça. Já tentei na terapia trabalhar isso, mas não consigo sequer entender porque essa gente persegue tanto os gays, nesse nível de maldade que a gente vê por aí. Então, se vc descobrir como faz, me conta. beijos

Anônimo disse...

Como disse o PC Siqueira, é fácil. Chega pra o evangélico e diz assim: sabe da última? Deus não existe! A sua bíblia é tão fundamental quanto o livro dos Irmãos Grimm. Mesmo que você acredite em Deus. Aliás, não foi Jesus que pregou o estado laico? Coisas "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus" são também para isso.

Anônimo disse...

Ora diego, é tudo muito simples, basta vc pensar que evangélicos são pessoas normais e com tanto direito ao radicalismo de suas crenças quanto vc ... Que demonstra um ódio incontido por evangélicos (sem julgamentos ok?)


O fato é que muitos evangelicos são extremistas e muitas vezes intolerantes, o que não os coloca nem acima nem abaixo de nenhum cidadão comum, o patamar é mesmo, bem como os direitos e deveres.


Agora, veradeiramene generalizar sua raiva a todos os evangélicos é uma forma de expressão que não faz validar seu ponto de vista. Eu, por exemplo, tenho muitos amigos, conhecidos e até parentes que são homossexuais e não os taxo ou rotulo ou faço valer qualquer tipo de comportamento preconceituoso por conta disto. O fato de não concordar com o homossexulismo não me faz deixar de amá-los.

A grande barreira está no fato de que muitos evangélicos incontidos querem empurrar suas crenças pela goela dos outros e muitas da vezes não param pra olhar suas próprias realidades e por que não dizer suas próprias falhas. Esquecem do maior dom de Deus, o Amor.

Homossexualismo, é um fato, não há como fingir que não existe. E o fato de não concordar com o homossexualismo não me dá o direito de exercer nenhum tipo de ação preconceituosa contra ninguem. Posso até me posicionar contra o ato, mas Deus me diz para tratar a todos com igual amor e zelo.

O importante é fazer com que as pessoas entendam que Deus as ama infinitamente, e que deseja que as pessoas entendam e sigam seu caminho voluntariamente. Nem eu nem ser humano nenhum na terra tem o direito de te forçar a seguir um caminho que não está em seu coração ...

Espero sinceramente que esta raiva por evangélicos com o tempo passe e que possamos então ser amigos.

Entenda que Jesus te ama e eu também, fique com Deus.

Anônimo disse...

Ola Diego!

Sou Cristão Batista, e compreendo plenamente a sua raiva!

Voce cita 'Victor Tavares' que fala sobre a época em que a Europa seguia todos os mandamentos da biblia e que esta foi conhecida como Idade das Trevas.

De fato esta época foi um 'tempo perdido' para a humanidade!

Hoje na Europa reina o ateismo e esta ocorrendo o crescimento do islamismo, por que o cristianismo agiu de forma errada! E digo: CONTRARIO A TUDO QUE A BIBLIA ENSINA!

As igrejas viraram pontos turisticos, exuberantes!

Hoje no Brasil algo parecido esta acontecendo! Muitas pessoas dizem estar falando em nome de Deus e de acordo com a biblia, mas cuidado!

Nem tudo que se diz cristao é verdadeiramente!

Tenho receio das consequencias que esses atos podem causar! Repulsa e odio a todos que verdadeiramente tem a fé em Cristo e aqueles que por algum motivo estão brincando de ser crentes ou estao mesmo iludidos!

Sei que é pedir demais, mas se voce quiser conhecer se alguem que se diz cristao é verdadeiramente, leia qualquer um dos 4 primeiros livros do novo testamento, que contam a historia de vida de Jesus!

Ele não concordou com os erros, ele não julgou ele apenas curou e mostrou um novo caminho a seguir!

Curiosamente, muitos vinham a ele não para o conhecer e viver aquilo que ele pregou, mas tão somente pelo pão e pela cura! Não é o que mais vemos hoje em muitas igrejas! cura e milagres!

Quem realmente quer pagar o preço de viver conforme Jesus ensinou?

POUCOS!

Anônimo disse...

Oi amigo... não se deixa contaminar com este ódio... eu passei o mesmo que vc... entrava em todas as matérias do gênero e participava de discussões... Isto só me fez mal... eles são realmente da pesada... Nós gays devemos agir de forma mais elevada de maneira a provar que somos cidadãos civilizados e descentes. 1 beijo. fica em paz.

Anônimo disse...

Bom meu irmão, não sou homossexual, mas evangélicos me dão nojo! São preconceituosos, fundamentalistas e intolerantes! Toda a solidariedade!

Anônimo disse...

Eu tenho esse mesmo sentimento em relação aos evangélicos. Mas eles ja tem folha corrida eu ja ví chutarem uma santa na TV, ja virem invadir centros espiritas e depredarem o espaço, ja ví palavras de ódio contra ateus e etc..

Tudo isso é fruto de uma massa de pessoas ignorantes e acriticas (porque a falta de educação e cultura é mais fácil de dominar) que se deixam influenciar por pastores que promovem o ódio.

Esses "Talibans cristãos" vão pagar o preço no tempo devido, pois colecionam a cada dia mais inimigos. Eu sou ateu e me junto a você na luta contra esse movimento odioso e retrógrado que quer levar o país as trevas e ao obscurantismo.

P. Florindo disse...

Olá. Sei que esse post já é meio antigo, mas foi o que encontrei através do Google procurando por um termo para o "ódio incontido aos evangélicos ou religiosos". Teocracia seria válido em partes, mas eu queria um termo mais exato para evangélicos.

O fato de eu estar comentando sendo que este texto foi postado há quase um ano é que tenho percebido um radicalismo de alguns gays e grupos de militância LGBT que estão procurando imitar o "sucesso" das bancadas religiosas para impor o respeito. Desaprovo isso veementemente porque combater ódio com ódio só vai gerar ainda mais ódio.

Conheço muitos gays educados e inteligentíssimos e acho que eles não devem se rebaixar ao nível dos fanáticos evangélicos e é sempre importante tomar cuidado para não generalizar que cristãos e evangélicos sejam homofóbicos. Como disse o anônimo do comentário acima, é um pequeno grupo que é fundamentalista e os outros acabam se deixando levar por falta de conhecimento.

Anônimo disse...

Lembre dos evangélicos que ajuda aos necessitados nas favelas q visita os enfermos nos hospitais, que alimenta os moradores de rua. Lembre de evangélicos como Luther King, Nelson Mandela .... Não guarde ódio no coração isso faz mal a saúde. Bom é ver o lado belo das pessoas e dá IBOPE as coisas boas.