quarta-feira, 8 de junho de 2011

Não existe essa de "Estou confuso com a minha sexualidade"




Embora a novela esteja sendo sensacional ao trazer tantos personagens gays, realmente me cansa essa abordagem "estou confuso" quando o cara vai "confessar" pra amiga que gosta de caras.

Chega disso, né? Chega desse sofrimento, dessa dor, dessa indecisão, desse medo. E não há confusão....Ou se é gay ou não. Vc não sente atração por homem e deixa de sentir no dia seguinte.

Queria que esse personagem fosse mais macho e assumisse o que é de uma vez por todas, sem esse pavor que o fragiliza.

Um personagem convicto ao se assumir, isso seria novo na novela brasileira.

Também achei surreal a reação da amigona hétero. Em geral, mulher hétero não gosta de descobrir que (mais) um homem hétero na verdade é gay, principalmente se ele está namorando uma garota no momento. (como no caso dessa cena)

Em geral, elas ficam putas e se sentem traídas na amizade....

(Já debati num fórum com uma "amiga" dessas, que abandonou o melhor amigo dela de 20 anos porque ele se revelou gay e ela se sentiu "traída", porque ele não contou antes. Ela mesma admitiu que é puro egoísmo)....


9 comentários:

Rafael disse...

Por experiência própria, nenhuma das minhas amigas a quem contei se sentiu traída, tampouco me desrespeito. E acredito que há confusão sim, se vc é criado num ambiente em que a única sexualidade possível é a heterosexualidade, qdo a pessoa se dá conta de que há atração pelo mesmo sexo, muitas vezes pode haver confusão sim, já que você não foi educado ou preparado para isto. Cada um descobre a sua sexualidade de maneira diversa. Achei válida a cena, talvez não uma das mais bem escritas da dramaturgia brasileira, mas ainda assim, melhor do que o personagem do André Gonçalves em Morde e Assopra.

Lobo disse...

Linda a cena. Bilhões de flashbacks na minha cabeça.

Eu acredito que existe confusão sim. Até acho que diversos graus de atração por homens e por mulheres existam, embora na prática não conheça nenhum bissexual que não tenha se assumido gay depois de um tempo. Mas esse mundo é louco e pode tudo né?

Don Diego disse...

Viva a diversidade das opiniões. ;)

Cara Comum disse...

Pois é... Eu fiquei muito tempo "confuso" porque ouvia que "não existe meio viado: ou é ou não é" e que "eu ainda estava confuso achando que gostava de mulher também, mas era uma fase e iria passar"...

Francamente? 13 anos se passaram, a tal fase não passou, todo mundo já sabe de mim, eu tô casado com um cara e até hoje estou confuso. Confuso se devo mesmo dar ouvidos a pessoas que só falam coisas baseadas na própria experiência (e se imaginam como único modelo), confuso se devo acreditar no futuro do cidadão LGBT brasileiro(devido ao quadro político que vem se desenhando...), confuso se devo ou não acreditar que a humanidade tem jeito...

As pessoas podem até estar seguras da própria sexualidade, mas podem ficar confusas em como expressá-la (há um jeito certo de ser gay?), em como lidar com o preconceito alheio...

Enfim, acho confusão algo normal...

Abraços!!

Don Diego disse...

Cara comum, o q eu quis dizer é confusão sobre ser gay ou não....se vc gosta de homem, vc é gay ou no máximo bi. Mas hétero nao é, não....

Qtos caras casados com mulher hoje em dia q comem outros caras e acham q são héteros pq sao ativos....

Acho q não tem como vc ter desejo por outros caras e achar q "vai voltar a ser hetero"...

E sobre os conceitos derivados de experiências próprias....é como cada um vive a sua vida, né, que aprende as coisas. ("Todo mundo olha a a vida através do seu buraco de fechadura").

Olhando pros lados e vendo o que o outro está fazendo, além de debater temas (como fazemos aqui), também ajuda nessas decisões e na forma de ver as coisas....

Luciano disse...

Diego,
Vc já leu sobre a cena que vai rolar na próxima terça-feira?
aqui
Alguém me abana!

Cara Comum disse...

Don Diago, quanta honra vc me responder um comentário!!!

Eu havia entendido sim o que vc estava querendo dizer. O que comentei foi para tentar ilustrar que ninguém ensina a gente a ser gay menos ainda a ser bi...

Muita gente não tem um modelo com que se indentifique para entender o que se passa consigo mesmo, muita gente não tem com quem conversar sobre o desejo que sente. E a gente ouve cada coisa absurda que a sociedade impõe...

Assim, acho que a confusão é mais que natural. A confusão não só sobre a própria identidade, a sexualidade, mas também sobre o que é ser gay/bi neste país, neste mundo. Assim, aumenta-se a confusão na cabeça de quem está experimentando algo que sente, mas que não tem nenhuma referência.

Quando critiquei a postura de quem diz coisas baseadas apenas na própria experiência é pq na minha história eu queria realmente entender se era possível gostar de homens e mulheres porque eu sempre ouvia o contrário, mas era o que eu sentia. E isso só aumentou minha confusão. Por isso, eu digo que é preciso ter cuidado para afirmar que algo não existe, quando se trata da diversidade humana... Incluindo os eternos confusos...

Sobre os "heteros que são ativos com outros homens", creio que é uma espécie em extinção pq a mídia pouco a pouco mostra para todas as pessoas que isto não existe, que o que define a sexualidade de alguém é o alvo do desejo sexaul/afetivo. Porém essa informação é algo relativamente recente na nossa cultura e um fenômeno que ainda não atingiu a todos os locais nem camadas sociais...

Abraços!!!

Edurardo disse...

Eu concordo em gênero, nº e grau com o Cara Comum.No meu caso específico nunca tive dúvidas sobre minha preferência sexual, mas sofria por não me sentir atraído por mulheres, porque isso me excluía de uma série de coisas.Ainda bem que o tempo passa e as coisas têm voluído para melhor.Talvez a naturalidade da cena do personagem contar para uma amiga que conheceu há pouquíssimo tempo seja exagerada e aí concordo com vc Diego,a "amiga" agir como se êle tivesse dito que preferia sorvete de morango soa falso, já que na nossa sociedade isso ainda é um grande problema.A confusão dele não.Se êle fosse bi(isso existe e muito, como tem homem casado com filho que gosta de homem também)seria mais fácil,porque era só pegar uma garota e já teria um hálibi, mas êle está descobrindo que gosta mesmo é de homem. Aí a coisa pega.

Juliano disse...

Nenhuma amiga minha ficou puta qd eu sai do armário. Alguns amigos ficaram um tempo meio que atordoados com a notícia, mas também entederam numa boa. Acho que quem fica puto nao é amigo, simples assim.